img-book

JACK LONDON

Uma vida

Jack London tinha um jeito muito particular de escrever seus livros: só conseguia colocar no papel as aventuras que vivia na própria pele. Por isso, sua vida sempre se misturou com a ficção e vice-versa.

Sua viagem para o Alasca em busca de ouro, por exemplo, serviu de base para Caninos brancos e O chamado selvagem, dois clássicos da literatura norte-americana.

Jack London era fascinado pela natureza, por ideias e por uma mulher em especial. Compulsivo, comia, bebia, lia e escrevia em quantidades colossais. Quando resolveu comprar uma fazenda, almejava ter uma propriedade imensa e a mais moderna. Ao investir em um barco, assumiu dívidas que não podia pagar.

Escrevia para ganhar dinheiro e o fazia sem olhar para trás – produzia com a mesma gana que o levou a cruzar o Pacífico. No fim, sua compulsão era por drogas analgésicas que remediavam as dores causadas por uma doença nos rins. Por tudo isso, ler sua biografia é como

mergulhar na sua mais audaciosa peça literária.

Ele morreu com 40 anos em 22 de dezembro de 1916. Teve uma vida curta, coerente com suas palavras: “Não desperdiçarei meus dias tentando prolongá-los. Usarei meu tempo”.

... + mais
Formatos Disponíveis Código do Produto Preço sugerido
LIVRO IMPRESSO
408 páginas
ISBN: 9788582400081 R$49,90
Sobre o Livro
Sinopse

Jack London tinha um jeito muito particular de escrever seus livros: só conseguia colocar no papel as aventuras que vivia na própria pele. Por isso, sua vida sempre se misturou com a ficção e vice-versa.

Sua viagem para o Alasca em busca de ouro, por exemplo, serviu de base para Caninos brancos e O chamado selvagem, dois clássicos da literatura norte-americana.

Jack London era fascinado pela natureza, por ideias e por uma mulher em especial. Compulsivo, comia, bebia, lia e escrevia em quantidades colossais. Quando resolveu comprar uma fazenda, almejava ter uma propriedade imensa e a mais moderna. Ao investir em um barco, assumiu dívidas que não podia pagar.

Escrevia para ganhar dinheiro e o fazia sem olhar para trás – produzia com a mesma gana que o levou a cruzar o Pacífico. No fim, sua compulsão era por drogas analgésicas que remediavam as dores causadas por uma doença nos rins. Por tudo isso, ler sua biografia é como

mergulhar na sua mais audaciosa peça literária.

Ele morreu com 40 anos em 22 de dezembro de 1916. Teve uma vida curta, coerente com suas palavras: “Não desperdiçarei meus dias tentando prolongá-los. Usarei meu tempo”.

Informações

Impresso

ISBN: 9788582400081
Páginas: 408
Ano: 2013

Outros livros de: LITERATURA INTERNACIONAL