img-book

O TODO COTIDIANO

Pátria nasceu no ano em que a revolução triunfou em Cuba, sua mãe teve o ventre coberto pela bandeira da ilha, colocada ali pelo próprio Che – um motivo de orgulho para seu pai. Ela pertence à primeira geração que deveria crescer em um mundo sem injustiças... Mas Pátria não cresceu com esse espírito nacionalista. Para ela, Cuba era a Ilha que quis construir o Paraíso e criou o Inferno.

Em “O nada cotidiano”, primeira parte de O todo cotidiano, Pátria – conhecida depois como Yocandra – narra sua vida, suas descobertas amorosas e suas ambições. Escrevendo sobre si mesma e sobre os outros, sobre o que vê e o que sente, a personagem busca na escrita uma saída para a repressão do regime cubano. Sua vida, seus amores, seus desencontros, que se confundem com a própria história de Cuba.

 Já na segunda parte, Yocandra está exilada em Paris e, desta vez, espera ficar de vez. De seu apartamento em Marais, observa e narra o cotidiano e confusões de seus vizinhos, personagens coloridos – diferentes do sombrios do início de sua jornada – que vivem situações delirantes: boêmios cubanos, os artistas, hippies e músicos.

... + mais
Formatos Disponíveis Código do Produto Preço sugerido
LIVRO IMPRESSO
320 páginas
ISBN: 9788564065048 R$34,90
Sobre o Livro
Sinopse

Pátria nasceu no ano em que a revolução triunfou em Cuba, sua mãe teve o ventre coberto pela bandeira da ilha, colocada ali pelo próprio Che – um motivo de orgulho para seu pai. Ela pertence à primeira geração que deveria crescer em um mundo sem injustiças… Mas Pátria não cresceu com esse espírito nacionalista. Para ela, Cuba era a Ilha que quis construir o Paraíso e criou o Inferno.

Em “O nada cotidiano”, primeira parte de O todo cotidiano, Pátria – conhecida depois como Yocandra – narra sua vida, suas descobertas amorosas e suas ambições. Escrevendo sobre si mesma e sobre os outros, sobre o que vê e o que sente, a personagem busca na escrita uma saída para a repressão do regime cubano. Sua vida, seus amores, seus desencontros, que se confundem com a própria história de Cuba.

 Já na segunda parte, Yocandra está exilada em Paris e, desta vez, espera ficar de vez. De seu apartamento em Marais, observa e narra o cotidiano e confusões de seus vizinhos, personagens coloridos – diferentes do sombrios do início de sua jornada – que vivem situações delirantes: boêmios cubanos, os artistas, hippies e músicos.

Informações

Impresso

ISBN: 9788564065048
Páginas: 320
Ano: 2011

Informação adicional

Dimensões 16 x 23 mm
Outros livros de: LITERATURA INTERNACIONAL